Europa, França, Paris

Castelos da França têm novidades para visitação neste inverno

Quem visitar a França neste inverno terá experiências imperdíveis em três dos castelos do Centro de Monumentos Nacionais da França. Na Conciergerie as tecnologias de realidade aumentada prometem mudar a perspectiva dos visitantes sobre este que é um dos únicos monumentos medievais que restaram na capital francesa. Já no Château de Vincennes, que também fica em Paris e no Château D’Angers, mostras de arte encantam e enriquecem o repertório cultural dos turistas.

marie-louise%20impratrice%20des%20franoais%20et%20le%20roi%20de%20rome%20huile%20sur%20toile%20jospeh%20franque
O obra “Marie-Louise Impératrice des Français et le roi de Rome”, óleo sobre tela de Joseph Franque

A Conciergerie, antigo palácio de Paris que já serviu de prisão para personalidades como Maria Antonieta, mudará completamente o percurso de sua área “Revolucionária” para um mergulho na história. A partir do dia 14 de dezembro os visitantes poderão conhecer a história da revolução francesa e de seus personagens que passaram pelo palácio com o auxílio dos “Histopads”: tablets que permitem a Conciergerie mostrar detalhes de seu passado em realidade aumentada. Além disso, os visitantes serão convidados a conhecer os dois lados dessa época: um viés mais ideológico e utópico, mas também seu lado sombrio, por meio de fotos, maquetes e outros objetos.

fscn0703_1
Por dentro da Conciergerie

Quem estiver visitando a Cidade Luz até dia 29 de janeiro também poderá conferir no Château de Vincennes a exposição “Noir Eclair” do artista contemporâneo ZEVS. As obras da exposição foram criadas especialmente para o castelo, com o conceito de um encontro entre o patrimônio e a arte contemporânea. A mostra pretende ser uma experiência artística que aproxima a arte urbana e a arte contemporânea, conceito que identifica o trabalho de ZEVS há 20 anos, com recursos como grafite, liquidações de símbolos, ataques visuais, além do uso de fotos, vídeos, esculturas e instalações artísticas. ZEVS, na mitologia grega, é o deus que que gera a luz e os raios. O nome artístico foi escolhido por Aguirre Schwarz (Schwarz em alemão é preto) em homenagem a um trem que quase o esmagou enquanto criava uma peça de arte urbana na linha RER A de Paris nos anos 90. O trocadilho com a luz e a sombra é a marca registrada do autor, que trará uma série de contraposições de iluminação e escuridão em sua exposição no Chateau de Vincennes.

No Chateau d’Angers, há cerca de duas horas de Nantes, chega a exposição “Le goût de la parure. Portraits du château de Versailles”, com acervo do Château de Versailles sobre os adornos retratados em pinturas entre os séculos XVII e XIX. Os visitantes poderão conferir a exposição até o dia 15 de janeiro e aproveitar para conhecer o castelo construído em 1230 e foi residência dos duques d’Anjou. A exposição faz parte de uma parceria do Centro de Monumentos Nacionais da França e do Château de Versailles que começou em 2013 e já possibilitou o intercâmbio de diversas obras administradas por essas duas importantes instituições ligadas ao ministério da cultura da França.

Informações:
Conciergerie
Aberta todos os dias das 9h30 às 18h com exceção dos dias 1° de janeiro, 1° de Maio e 25 de Dezembro
Preço normal adulto: 8,50 euros e 9 euros a partir de 2017
O aluguel dos Histopads custam 6,50 euros
Château de Vincennes
Aberto de 22 de setembro a 20 de maio das 10h às 17h
Preço normal adulto: 8,50 euros
Château d’Angers
Aberta todos os dias das 10h00 às 17h30 com exceção dos dias 1° de janeiro, 1° e 11 de Novembro e 25 de Dezembro
Preço normal adulto: 8,50 euros

 

Fonte: Centro de Monumentos Nacionais da França

 

ORGANIZE SUA VIAGEM AQUI PELO BLOG:

Faça o seguro viagem aqui pelo Real Seguro

seguro_viagem_geral_300x250

Reserve seu hotel aqui pelo Booking

booking-com

Alugue carro no Brasil e no exterior aqui no Rentcars

rentcars


 

Um comentário em “Castelos da França têm novidades para visitação neste inverno”

Deixe uma resposta