O que fazer em Paris: roteiro pelos parques e jardins

Paris…esta cidade está sempre nos meus planos…estive lá umas cinco vezes, foi onde escolhi estudar Francês e onde fiz muitos amigos. Andar por suas ruas sem hora para voltar, ser atraída por um jardim aqui, uma praça ali, ir atrás de grandes pintores e escultores em museus nem sempre conhecido pelos turistas, saborear um autêntico jantar parisiense, ou seja, conhecer sua autenticidade. Além disso, essa é uma dessas cidades em que se pode voltar dezenas de vezes e sempre terá algo novo para ver, algum lugar para retornar e aproveitar com mais calma ou  algum novo restaurante ou exposição em cartaz. Por isso separamos aqui algumas de suas atrações mais encantadoras, preparamos um Roteiro pelos Jardins de Paris!

cropped-cropped-sany1689-1000x750.jpg

 

Além das atrações mais conhecidas do público em geral, em Paris há muitos pontos escondidinhos ou menos conhecidos pelos turistas, principalmente nos arrondisements (bairros) um pouco mais afastados do centro. Pensando nisso, listamos aqui alguns dos inúmeros parques e jardins que a cidade oferece, que vão muito além do belíssimo Jardin du Luxembourg, que tem que entrar em toda e qualquer lista.  A seguir, um pequeno roteiro para visitar em dias diferentes:

Reserve seu hotel aqui pelo Booking.com

booking-com

Parc des Buttes-Chaumont

Localizado no 19º arrondisement, foi criado em 1867 à ocasião da Exposição Universal. É o terceiro maior parque de Paris. Reserve uma manhã inteira para passear por ele, pois além de ser grande e todo assimétrico, tem algumas áreas mais elevadas que são verdadeiros mirantes. Com extensos gramados perfeitos para piqueniques e um belo lago, é difícil escolher para qual lado caminhar. Sua atração principal é a ilha rochosa no centro do lago, com 30m de altura.

2_ButtesChaumont_lago

Colagem Paris
Entrada do parque, o lago e a vista da cidade

O pequeno coreto no alto da rocha é o ponto preferido dos visitantes para uma visão panorâmica da cidade. A vista é linda e rende muitas fotos. De tão bucólico e cercado de verde, a sensação ao caminhar por ele é a de que não estamos em Paris.

3_Buttes Chaumont_ilha

 

End: 1, Rue Botzaris, 75019

Metrô: Buttes-Chaumont

 

Parc Monceau

Um belo parque nos moldes da Belle Époque não poderia ficar em outro lugar que não um dos bairros mais chiques de Paris, o 8º arrondissement. Já na entrada vemos uma rotunda belíssima, fazendo conjunto com o deslumbrante portão que dá acesso aos jardins. Quem o mandou construir foi Philippe d´Orleans, Duque de Chartres, em 1778, e o pintor e paisagista Louis Carmontelle o desenhou como um Jardim Inglês. Apesar de datar do século VXIII, esse parque mostra bem como era o estilo de vida dos parisienses no século XIX, onde carruagens saiam dos palacetes ao longo do Boulevard de Courcelles e Boulevard Haussman em direção a algum tradicional baile, com cartolas e vestidos emplumados a bordo.

Colagem Monceau

 

DSCN2214

 

DSCN2218

 

DSCN2235

 

End: 35, Boulevard de Courcelles, 75008

Metrô: Corcelles

 

 Jardin des Tuileries e as esculturas de Aristides Maillol

Grande parte dos turistas que visitam Paris conhece o Jardin des Tuileries, no 1º arrondisement, especialmente porque ele está colado ao Louvre. Mas nem todos se dão conta que esse jardim é um museu a céu aberto. Nele estão cerca de 20 esculturas do artista francês Aristide Maillol. São belas estátuas em perfeita harmonia com o verde predominante da região.  Destaque para a belíssima Les Trois Grâces. Uma das melhores coisas que o visitante pode fazer é se perder por entre os labirintos das Tuileries. Na próxima visita ao Louvre, aproveite e siga alguns passos adiante entre o Carrousel du Louvre e as Tuileries e aprecie a obra desse grande escultor que tão bem retratou a silhueta feminina.

Colagem Maillol

 

SANY0228
Arco do Triunfo do Carrossel nas Tulherias

 

IM000290

End: Domaine National du Louvre et des Tuileries

Metrô: Louvre

Faça seu seguro viagem aqui pelo Real Seguros

realseguro

 Arènes de Lutece

Escondido no Quartier Latin está um dos locais mais antigos de Paris, a Arènes de Lutece, que remonta a época em que a cidade era dominada pelos romanos. Nada mais é do que um palco com assentos para até 10 mil pessoas, seguindo o estilo de construção comum naquele tempo quando grandes anfiteatros eram erguidos para entreter o povo. Essa arena está bem escondidinha mesmo, já que fica no meio de árvores e numa rua pouco conhecida dos turistas. É uma boa oportunidade de conhecer melhor a história de Paris nos seus primórdios. É possível ver uma arena gaulo-romana bem conservada com jaulas que guardavam os “oponentes” dos gladiadores, pódios e arquibancada. Hoje em dia serve para atividades esportivas e é uma boa área para relaxar. Uma boa pedida é passar por ali quando estiver indo visitar o fantástico Institute du Monde Arabe, localizado nessas cercanias, mas mais adiante. A história da cidade passa por esse local, região onde Paris começou a se expandir após surgir na Île de la Cité. Nesse mesmo bairro estão as outras ruínas romanas que restaram daquele tempo, as Termas de Cluny. O Quartier Latin é uma volta ao passado!

11_Arenes de Lutece

 

10_Arène de Lutece

End: 47-59 Rue Monge

Metrô: Cardinal Lemoine

 

Jardin du Luxembourg

O maior e mais popular parque de Paris é também o mais amado pelos parisienses. É comum os ver fazendo jogging pelas alamedas arborizadas. Situado no coração da cidade, entre o Quartier Latin e o pitoresco bairro de Sant Germain des Prés, pertence ao Senado Francês. Dentro desse imenso jardim, existem infinitas atrações. O Museu do Senado costuma abrigar ótimas exposições. O teatro de fantoche e diversos lagos fazem a alegria das crianças com seus barquinhos coloridos tão tradicionais aqui.

FSCN1171

 

SANY1457

 

FSCN1180

 

Colagem 2

Desde 2013, conta também com uma filial do disputadíssimo Angelina, um dos restaurantes mais famosos especialmente por causa de sua patisserie. É menor e tem menos filas que o original na Rue de Rivoli, fazendo dele um lugar perfeito para um irresistível chocolate quente após uma caminhada do parque.

1110
Chocolate L´Africain

As grandiosas fontes e belas esculturas  impressionam quem passa pelo parque

SANY1732
Fonte do Jardim dos Grandes Exploradores

 

Colagem 3
Fonte Médici, esculturas itinerantes e o Palácio do Senado

O Jardin du Luxembourg é tão harmônico que mesmo no inverno encanta seus visitantes. Mas sem dúvida é na primavera e verão que ele fica mais esplendoroso. São muitas flores de diversas cores, combinando muito bem com as estátuas espalhadas por toda área. Cuidadosamente planejado, todo ano mudam a formação e desenhos de algumas áreas dos jardins. Nada mais agradável do que sentar em uma das cadeiras de ferro verdinhas de frente para o grande lago e ver a vida passar… não é à toa que esse parque se tornou preferido também dos turistas.

Colagem Luxembourg

 

Nova Imagem

End: 6º arrondissement

Metrô: Saint Michel

 

Promenade Plantée (Coulée Verte)

A Highline de New York foi inspirada nesse parque. Com 4,5km de extensão, a Promenade percorre todo 12º arrondissement, ao longo de uma antiga linha férrea. Inclua essa visita quando estiver passeando na área Bastille, outro ponto histórico da cidade. Caminhar por esse jardim suspenso pode ser bastante surpreendente. Ali roseiras cobrem quase todo o caminho, é interessante constatar como outras cidades no mundo sabem aproveitar seus espaços e integrar o verde aos edifícios e ruas. E assim como em alguns outros pontos mais sossegados de Paris, na Promenade é comum ver parisienses levando suas refeições rápidas para um agradável almoço ao ar livre antes de voltar ao trabalho. Uma boa chance de ver a cidade de uma outra perspectiva, pois dali é possível apreciar bem a arquitetura dos prédios e as ruas ao redor. O Viadut des Arts, que fica sob a passarela, reúne várias lojas voltadas para as artes, com suas portas formadas por grandes arcos. Um lugar para ir sem pressa!

SANY1409

 

SANY1408

 

14_Promenade Plantée

End: Quinze-Vingts, 75012

Metrô: Bastille

 

Essas são algumas das inúmeras opções para sair do óbvio em Paris, uma cidade que está cada vez mais “expandindo” seu caracol, o peculiar formato do mapa da cidade. Prova disso é a Fondation Louis Vuitton, do grupo LVMH, situada no 16º arrondissement. Museu e centro cultural, o prédio foi concluído em outubro de 2014 e tem um projeto totalmente arrojado e futurista. É mais uma genial criação do arquiteto Frank Gehry, e, obviamente, entrou para minha lista de lugares a conhecer na cidade. Certamente vai estar no meu roteiro na minha próxima visita a Paris!

paris-arrondissements

 

Clique no link abaixo para acessar o mapa e rotas do metrô de Paris:

http://www.ratp.fr/en/ratp/c_20558/maps/

Nova Imagem
Mapa do metrô de Paris

 

 


 

Rodapé posts 2

 

 

 

Anúncios

9 comentários em “O que fazer em Paris: roteiro pelos parques e jardins

  1. Uau, que maravilha de matéria sobre a linda Paris! belas paisagens que sempre convidam a passeios maravilhosos e inesquecíveis! Enquanto não a conheço “ao vivo e em cores” fico satisfeita em aprender mais sobre cada cantinho especial dessa cidade encantadora, através de blog que tanto adoro! além dos ótimos clicks que a tornam ainda mais atraente!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s