Rio 2016: Onde ver a Tocha Olímpica e mais 8 atrações do Rio!

Rio de Janeiro, cidade que recebeu da Unesco o título de Patrimônio Mundial na categoria Paisagem Cultural Urbana em 2012, está mais linda do que nunca! Muito se fala do Rio de Janeiro, mas uma coisa é incontestável: suas belezas naturais e carisma. Com ainda mais atrações para os turistas, agora é também palco do maior evento esportivo do mundo. Para você programar melhor seu roteiro na cidade, reunimos dicas de 8 atrações do Rio para curtir na Olimpíada, incluindo a Tocha Olímpica!

FB_IMG_1465297361660
VLT do Rio de Janeiro

Reserve seu hotel no Rio de Janeiro aqui pelo Booking.com

Nova Imagem

Tocha Olímpica – Boulevard Olímpico

Logo na abertura dos Jogos Olímpicos da Rio 2016, uma novidade: além da Tocha Olímpica que foi acessa no Estádio do Maracanã, uma outra pira foi instalada no Centro do Rio, em frente à igreja mais emblemática da cidade, a Candelária. Essa região agora é conhecida como Boulevard Olímpico, em frente ao Porto Maravilha. Está renovada e com um alto astral contagiante nesse período olímpico. Além da tocha, que está sendo chamada de ” Pira do Povo”, já que mesmo quem não for aos estádios ver os jogos pode admirar a pira em pleno Centro do Rio, existem lounges com música e animação, telão transmitindo os jogos e algumas casas temáticas dos países, como é o caso da Casa de Portugal, que fica dentro de um navio. Programa imperdível para cariocas e turistas! As melhores opções de transporte até o Boulevard Olímpico são o metrô (Estação Uruguaiana e Estação Carioca), ou VLT para quem vier da rodoviária ou do aeroporto Santos Dumont.

C360_2016-08-08-15-48-31-251

colagem
Muita sinalização no Boulvervard Olímpico e no Porto Maravilha, Rio
colagem1
O Boulevard Olímpico no Porto Maravilha, onde está o navio da Casa de Portugal, Rio de Janeiro

Museu do Amanhã – Centro
Não deixe de visitar o novo cartão postal do Rio de Janeiro, o futurista Museu do Amanhã,  que foi inaugurado em dezembro do ano passado na nova Praça Mauá, zona portuária da cidade. O museu futurista, com o design que lembra uma bromélia, oferece aos seus visitantes uma narrativa sobre a história do planeta e sobre como poderemos viver nos próximos 50 anos. Muitas questões são levantadas, como “De onde viemos?”, “Quem somos?”, “Onde estamos?”, “Para onde vamos?” e “Como queremos ir?”. O Museu do Amanhã está aberto de terça a domingo, das 10h às 18h, com encerramento da bilheteria às 17h; Para não precisar ficar horas na fila, você pode comprar os ingressos pela internet.

Nova ImagemMuseu
Museu do Amanhã, na Praça Mauá

Palaphita Kitch – Lagoa
No restaurante Palaphita, você encontra um refúgio amazônico às margens da Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul do Rio. Além de coqueiros e plantas espalhadas pelo ambiente, o quiosque conta com móveis rústicos, feitos de pau-a-pique, sapê e piaçava, oferecendo aos clientes a sensação de estar no coração da floresta. Lá, é possível experimentar diversos ingredientes típicos da região norte do país, como tucupi, jambu, mangarataia, cupuaçu, macaxeira e tambaqui, tudo preparado e apresentado com requintes da alta cozinha. É uma explosão de sensações!

foto (3)
Lagoa Rodrigo de Freitas, local do Palaphita Kitch, vista do Parque da Catacumba

Veja aqui a Lista das Casas dos Países na Rio 2016

Escadaria Selarón – Lapa
Cenário de diversos clipes e filmes, a escadaria Selarón é um dos pontos turísticos mais conhecidos e característicos do Rio de Janeiro. Localizada no bairro da Lapa, a Escadaria Selarón começou a ser construída em 1990 pelo artista plástico chileno Jorge Selarón, que criou diversos mosaicos coloridos com ladrilhos de cerâmica. A escadaria liga o bairro boêmio da Lapa ao convento de Santa Teresa.

colagem
Escadaria Selarón, na Lapa

Arcos da Lapa – Lapa
Que tal aproveitar a vida noturna do Rio de Janeiro tomando uma cerveja nos barzinhos da Lapa? É uma ótima forma de conhecer a cultura e a música local. Lá, você também encontrará os Arcos da Lapa, uma das memórias vivas do Rio antigo. A construção, considerada a maior obra arquitetônica do período colonial, tem 270 metros de extensão e conta com 42 arcos duplos de alvenaria construídos por índios e escravos no século 18.

Nova Imagem1
Arcos da Lapa

Jardim Botânico – Bairro Jardim Botânico

Geralmente todo Jardim Botânico de uma cidade é um lugar bonito. Mas dos que já conhecemos por aí…o do Rio de Janeiro certamente é um dos mais lindos. Um lugar muito bucólico, que nos passa uma imensa tranquilidade e bem estar, onde é possível caminhar, lanchar, observar aves diversas, conhecer o orquidário, a ala das palmeiras centenárias, respirar ar puro…é uma das áreas verdes mais bem preservadas, e também uma das maiores. Sua riqueza em biodiversidade é grande, com cerca de 6.500 espécies expostas ao ar livre ou em estufas. Um oásis que já inspirou figuras célebres como Tom Jobim, e que temos que agradecer à Dom João VI sua criação. Em 1808, ele mandou criar nas terras de engenho denominadas Lagoa Rodrigo de Freitas um Jardim de Aclimação, com a finalidade de aclimatar as plantas de especiarias trazidas das Índias Orientais. Um jardim pelo qual os cariocas têm muito carinho.

Jd.Botanico_Vitória%20Régia
Vitória Régia do Jardim Botânico

Parque das Ruínas – Santa Teresa
Também em Santa Teresa fica o Parque das Ruínas, com atividades artísticas voltadas para crianças e adultos, como artes visuais, artes cênicas, música, dança e cinema. O lugar conta com teatro, galerias de exposição, palco externo, jardins, terraços panorâmicos e um mirante onde é possível deslumbrar a beleza do bairro e do contorno da Baía da Guanabara. Se você for à Santa Teresa, vale a pena a visita.

4965657af186b9092c7a96976ffe881c_L
Parque das Ruínas

Veja aqui onde se hospedar em Santa Teresa

Muro do Bar Urca – Urca
Que tal observar o pôr do sol na Cidade Maravilhosa? No Bar Urca, é possível saborear alguns petiscos, tomar uns drinks e bater um papo com os amigos sentado no muro do local. A vista é incrível: o bar está localizado em um lugar privilegiado, à beira da Baía de Guanabara, com vista para a Enseada de Botafogo e com o Cristo ao fundo. Da para sentir e viver a beleza da cidade!

20140702_182456
O pequeno bairro da Urca visto do Pão de Açúcar

Forte de Copacabana – Copacabana
Com cerca de dez mil visitantes por mês, o Forte de Copacabana é onde funciona o Museu do Exército, sendo um dos mais belos cartões-postais da cidade. O visitante pode escolher entre a visita restrita (apenas às áreas externas) e a completa (incluindo o interior do forte e o Museu histórico-militar). Ou apenas caminhar por toda a área do forte chegando até sua ponta debruçada sobre o mar. Um ponto privilegiado onde avistamos toda a Orla de Copacabana. E ainda tem um café lá dentro, muito disputado. Afinal, quem não quer saborear comidinhas e bebidas com uma vista dessas?!

Nova Imagem2222
Vista aérea do Forte de Copacabana (reprodução internet)

Veja aqui onde se hospedar em Copacabana


Rodapé posts

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s