Brasil, Rio Grande do Sul

Roteiro pelas melhores Vinícolas da Serra Gaúcha

Fizemos um giro pela Serra Gaúcha à convite de algumas das melhores vinícolas brasileiras. São diversas rotas temáticas espalhadas por Bento Gonçalves, Vale dos Vinhedos, Pinto Bandeira, Garibaldi etc.
Dá para fazer programas diferentes em cada uma das vinícolas, como assistir ao pôr do sol degustando espumantes ou assistir a um filme em meio aos vinhedos. São passeios únicos, com paisagens deslumbrantes, onde temos a chance de saborear os melhores vinhos do Brasil, cuja qualidade está a cada dia melhor. A maioria das vinícolas também vende os vinhos online através de seus sites. Veja algumas opções que separamos nesse post para curtir o melhor do enoturismo no Sul, que atendem desde casais até famílias com crianças.

Matéria atualizada maio/2017

nova-imagem
Serra Gaúcha, Rio Grande do Sul

Bento Gonçalves é a capital brasileira da uva e do vinho.  É o 3° Pólo econômico, com mais de 600 vinícolas e cooperativas. O cluster da Serra Gaúcha concentra as seguintes regiões turísticas: Itaimbezinho, Bento Gonçalves e Rota das Hortênsias em Gramado. Já estivemos em todas elas (clique nos links em azul para ler as matérias) e hoje vamos falar dos passeios na região de Bento.

 

Roteiro pelas melhores Vinícolas da Serra Gaúcha

 

Piquenique ou almoço na Dal Pizzol

Uma vinícola boutique que faz sucesso com seus espumantes, como o Rosé Brut, que foi o mais premiado da vinícola em 2016. Mas que também tem excelentes vinhos. Durante nossa visita à essa belíssima vinícola, na Rota das Cantinas Históricas, tivemos chance de provar vinhos deliciosos, os tintos me conquistaram para sempre. Gostei muito do Sauvignon Blanc e do Tannat que experimentei, e virei fã do Cabernet Frank, do rótulo “Do Lugar”. Este foi considerado o melhor Cabernet Frank de 2016, com tanino mais aveludado e mais macio. Como se não bastasse ser um vinho excepcional, a história por trás dele é carregada de vida e emoção, o que torna tudo na Dal Pizzol ainda mais especial. A escolha pelo nome “Do Lugar” se deve ao fato de que o pai do Sr. Antônio Dal Pizzol foi quem começou a produzir vinhos no século passado para seu próprio consumo em casa. Conforme as visitas iam e vinham, o vinho que era servido foi agradando e conquistando a todos que o provavam. Começaram então a espalhar a informação de que “naquele lugar” havia um vinho muito bom. Daí para que um vizinho aqui e outro ali passasse a recomendar que fossem “naquele lugar” atrás de um vinho especial caseiro foi um pulo. O vinho do Sr. Dal Pizzol começou a ganhar fama, e com isso ele se viu obrigado a produzir mais e mais. Quem poderia imaginar que esse amor pelo vinho se transformaria numa linda vinícola cujos vinhos e espumantes têm atravessado fronteiras há 42 anos. Agora, turistas do Brasil inteiro sabem exatamente onde fica “aquele lugar”, e visitam a vinícola para passarem um dia inesquecível. As opções são:

Almoço no Restaurante Dal Pizzol

Pode ser reservado com poucos dias de antecedência. A comida é típica gaúcha e italiana, harmonizada com vinhos e espumantes, sem esquecer dos sucos de uva “Do Lugar”. O agradável almoço se dá às margens do grande lago da propriedade, onde cisnes e patinhos dão ainda mais graça ao cenário cinematográfico. Para grupo de 10 a 20 pessoas o valor do almoço custa 180 reais por pessoa. De 20 a 50 pessoas custa 150 reais por pessoa.

img_20160922_131245799
Restaurante Dal Pizzol
img_4877
Vinícola Dal Pizzol

Piquenique Piccolo Piacere

Sob as árvores frondosas da vinícola, mesinhas feitas de tocos de madeira aguardam os visitantes para saborearem o combo “Piccolo Piacere”, que consiste de uma linda caixa de piquenique com frios, embutidos e queijos acompanhados de torradinhas. Parte da “Estação Primavera Bento Gonçalves”, é um programa perfeito para essa época do ano. O visitante escolhe entre vinhos ou espumantes. O combo serve até 3 pessoas e custa 150 reais. Um lanche descontraído num ambiente tão agradável que não dá vontade de sair de lá. Quer coisa melhor do que ficar horas degustando um bom espumante Rosé no fresquinho da Serra Gaúcha admirando a paisagem campestre, com pavões roubando a cena e encantando a todos com suas lindas cores?

nova-imagem
Cenário do Piccolo Piacere na Dal Pizzol
colagem1
Piccolo Piacere da Vinícola Dal Pizzol
colagem
Cenário encantador na Dal Pizzol

Degustação às cegas na Dal Pizzol

A vinícola tem ainda uma outra opção para seus visitantes. Uma degustação às cegas super divertida e desafiadora. Participamos da “brincadeira” onde uma venda foi colocada em nossos olhos. A partir daí, um mundo de sentidos se abriu, fomos degustando os vinhos sem saber se eram tintos, brancos ou rosé, e tivemos que contar com toda nossa memória olfativa e a sensibilidade do paladar para tentar desvendar o que estávamos bebendo. Foi fascinante! Ainda mais porque assim tivemos a chance de perceber que qualquer pessoa tem condições de descrever o que está degustando, de absorver melhor os perfumes e notas que os vinhos apresentam. Basta prestarmos atenção! A degustação às cegas pode ser feita a partir de 10 pessoas e custa 75 reais.

img_20160922_111717637
Iniciando a degustação às cegas

Informações Dal Pizzol Vinhos Finos – Adega e Ecomuseu da Cultura do Vinho RS 431, Km 5,3 – Bento Gonçalves – RS Tel: (54) 3449.2255 / E-mail: dalpizzol@dalpizzol.com.br

Pôr do Sol ou jantar na Don Giovanni

A Vinícola Don Giovanni, parte da Rota de Vinhos de Montanha, encanta pelo seu charme logo na chegada, quando atravessamos seu pequeno portal. Além de funcionar como pousada, a vinícola oferece aos turistas duas opções, difícil dizer qual a melhor pois são momentos especiais proporcionados pela casa na companhia da simpática enóloga Juliana Rossatto. Minha sugestão é emendar um no outro. Essa vinícola se diferencia pela produção  de espumantes Chardonnay e Pinot Noir em 80℅ de sua fabricação, e por utilizar agricultura biodinâmica. Ou seja, eles trabalham com um ecossistema bem equilibrado, procurando interferir o mínimo possível na ação natural dos elementos, como o solo e a luz do sol. Uma das técnicas utilizadas é a aplicação no solo de quartzo moído a ponto de talco para captar energia e obter o equilíbrio desejado. Sua cave guarda guarda 82 mil garrafas, no gift shop da vinícola encontramos até Brandy, bastante comum na Serra Gaúcha para espantar o frio.

Pôr do sol com degustação de espumantes

O visitante pode chegar na vinícola no fim de tarde, conhecer as instalações e na hora programada sair em direção aos vinhedos. Caminhar entre as parreiras enquanto o sol vai baixando é um momento de contemplação. A enóloga nos leva até um mirante onde tudo já está pronto para uma celebração memorável. Desse mirante, podemos admirar todo o vinhedo de um lado, um lago do outro, ovelhas ao longe…um cenário bucólico. É servido então o espumante da casa no momento do pôr do sol. O nosso era o Rosé Brut, que nos fez companhia até a hora em que o astro rei se despediu de mais um dia.

img_20160921_174646380_hdr
Vinhedos da Don Giovanni
colagem
Degustação de espumante durante o pôr do sol

Jantar na Don Giovanni

Sabe aquele jantar impecável, onde cada prato apresentado estava tão saboroso que parecia ser o melhor da vida? Pois assim foi o jantar no restaurante da Don Giovanni. A começar pelo fato de que estava bem friozinho e tínhamos ótimos vinhos para harmonizar com o menu. O ambiente aconchegante do casarão faz a gente esquecer um pouco das horas, já que poucas coisas na vida são melhores do que boa comida, boa bebida, e pessoas agradáveis para compartilhar momentos assim numa conversa animada. Da saladinha de entrada que misturava na medida certa o agridoce, passando pelos pratos que incluíram um risoto diferente (feito com arroz branco) e um frango com batatas rústicas super bem temperado, até a sobremesa, estava tudo delicioso. Eu ainda não conhecia os vinhos da Don Giovanni, mas depois dessa experiência na vinícola, recomendo a quem puder fazer uma visita e não perder a oportunidade de provar seu cardápio. É para comer rezando!

colagem1
Jantar no restaurante Nosso Sabor, da vinícola Don Giovanni e o Brandy produzido na vinícola

Informações Don Giovanni Vinhos-Vinhedos-Pousada VRS 805 Linha Amadeu 28, Km 12 – Pinto Bandeira Tel: (54) 9691-7392 / E-mail: vinícola@dongiovanni.com.br ; pousada@dongiovanni.com.br

                             Viaje de carro alugado pela Serra Gaúcha                                   

Geisse Experience na Cave Geisse

Taí um programa que me surpreendeu. A Vinícola Geisse, localizada em Pinto Bandeira,  tem 85 hectares, desenvolve viticultura sustentável e tem ganhado prêmios e conquistado os mais renomados enólogos do mundo com seus espumantes. Fundada por um chileno, o Sr. Mario Geisse, que já tinha experiência em trabalhar com espumantes, quando na década de 70 resolveu fazer experiências no solo do local até descobrir a combinação perfeita de elementos que propiciaram produzir espumantes de excelente qualidade. Apenas 5 ℅ de área vinícola do mundo tem condição de produzir o espumante Premium, em regiões onde o clima permite ter acidez alta. A Geisse em Pinto Bandeira é uma dessas, com produção destacada de Chardonnay e Pinot Noir. O que vemos hoje em dia é uma vinícola que elabora com o maior cuidado e métodos tecnicamente avançados bebidas de qualidade superior. Mas a surpresa fica por conta do programa preparado para receber os turistas. Além da visitação à vinícola com degustação e do Open Lounge no jardim, tem também a imperdível Geisse Experience.

nova-imagem6
Um brinde aos vinhos brasileiros!

Geisse Experience  

Um tour de 1 hora e meia no valor de 80 reais que leva os visitantes para um passeio de 4×4 “com emoção”! Começamos o trajeto até os vinhedos passando pelo terreno acidentado da propriedade para conhecer seu terroir. Quando percebemos, já estamos no meio de um bosque com muitas árvores, embrenhados na mata. O jipe começa então a diminuir a velocidade e nesse momento ouvimos ao longe o som das águas…é então que avistamos uma cachoeira belíssima, que será nosso ponto de parada. A vinícola construiu um deck, o Espaço Zen, bem em frente à piscina natural formada pela cachoeira, na realidade duas cachoeiras, uma maior à esquerda e uma menor à direita. No meio, a piscina com o deck onde bancos nos aguardavam e uma mesa com baldes de gelo repletos de espumantes passaram a ser nossos anfitriões. Mais um momento marcante numa vinícola brasileira que vale muito a pena. Afinal, não é todo dia que temos o privilégio de passar alguns momentos numa bela cachoeira brindando e degustando com todo conforto espumantes que atualmente estão classificados entre os melhores do mundo. Não é a toa que o Cave Geisse Terroir Nature foi o único espumante da América do Sul a entrar no livro “1001 espumantes para se beber antes de morrer”.

img_4898
Vinícola Geisse
colagem2
Geisse Experience no Espaço Zen

colagem

Informações Família Geisse – Vinhedos de Terrroir Linha Jansen, s/n, Pinto Bandeira – RS Tel: (54)3455-7461 / Site: http://www.cavegeisse.com.br/contato

Wine Garden na Miolo

Mais um programa imperdível dentre os deliciosos passeios nas vinícolas da Serra Gaúcha, esse fica no Vale dos Vinhedos. Fica até difícil dizer qual é o mais bacana, o que é um ótimo sinal. As vinícolas brasileiras atualmente têm muitos bons vinhos, infra estrutura de primeira e programas enogastronômicos diversificados e excelentes, que agradam e surpreendem os turistas, proporcionando momentos inesquecíveis. Na Vinícola Miolo, uma das maiores do Brasil que existe há 27 anos e produz vinhos em 4 regiões do país (incluindo o Vale do São Francisco com os vinhos Terranova e o suco de uva integral Sunny Days), fomos apresentados ao Wine Garden. Trata-se de um piquenique ao ar livre super caprichado, que acontece sempre aos sábados, domingos e feriados. Os temas podem variar, e o preço depende dos itens escolhidos no vasto cardápio. Com mesinhas, esteiras e almofadas espalhadas pelo enorme gramado em frente a um lago, pudemos ficar mais do que à vontade para degustar as delícias servidas, que incluem pastinhas e geleias, frios, queijos de vários tipos, torradinhas, bruschetas, empanadas irresistíveis, e claro, vinhos, espumantes e o suco de uva natural da casa. Tinha até brigadeiro! O food truck do Wine Garden faz a reposição das comidinhas a todo o momento, então dá para ficar horas ali batendo papo enquanto a tarde vai caindo. Muitas flores enfeitam as mesinhas e criam um ambiente envolvente. Um programa delicioso para fazer em família ou em casal.

nova-imagem
A imponente entrada da Vinícola Miolo
colagem
Wine Garden Miolo
colagem1
Um piquenique muito caprichado na Miolo

Informações Miolo Wine Group RS-444 21, Bento Gonçalves – RS Tel: (54) 2102-1500 / Site: http://www.miolo.com.br

Degustação harmonizada e Wine Movie na Peterlongo

Na visita à Serra Gaúcha não poderia faltar conhecer um lugar centenário e histórico localizado na cidade de Garibaldi. Na Rota do Espumante, nasceu a vinícola produtora da primeira – e única – champanhe do Brasil. Sim, a Vinícola Peterlongo é a única no Brasil que pode dizer que produz champanhe. Construída em 1913 num castelo tipicamente italiano por Emanuel Peterlongo, imigrante que veio da Itália assim como tantos outros nessa região, foi nesse época que ele começou a trazer sepas da Itália e da França, como a Riesling, para poder fazer champanhe usando a técnica milenar  “champenoise”. Dessa forma, em 1920 a vinícola apresentou seu primeiro champanhe. Naquela ocasião, a França ainda não tinha o direito exclusivo do uso do termo “champanhe”, de modo que quando ela ganhou esse direito, uma disputa judicial foi iniciada. A Peterlongo ganhou o direito de também utilizar esse nome em suas bebidas, visto que ela realmente foi uma das pioneiras nessa produção. A Peterlongo também foi a a primeira a ter uma cave subterrânea no Brasil,  o “túnel à la glace”, com garrafas de mais de 100 anos. Mas o que importa disso tudo é que o produto que chega atualmente ao consumidor é de excelente qualidade. Prova disso é um dos mais recentes prêmios ganhos pela vinícola. Seu espumante  Privillége Brut Rosé com uvas Pinot Noir ganhou em agosto desse ano a medalha de prata no 19° Mondial des Pinots, na Suíca.

Degustação harmonizada

A degustação na Peterlongo proporciona pequenos deleites. Os visitantes são acomodados em uma das salas do centenário castelo, onde são servidos pequenos tira gostos que harmonizam perfeitamente com a linha de espumantes apresentados. Nessa hora, aprendemos um pouco mais sobre cada um deles. Não por acaso a gift shop da vinícola se encontra logo numa sala ao lado. Eu, por exemplo, saí da degustação e fui direto para a loja garantir o espumante Privellége Moscatel Rosé, sem dúvida o meu preferido da noite. A degustação incluiu os seguintes espumantes:

Prosecco Brut harmonizado com pão integral e peito de peru.
Rosé Brut Privillege com uva Pinot Noir, processo charmat, com geleia de mirtilo, cebola caramelizada e queijo brie.
Espumante Extra Brut Presence, método champenoise, bem encorpado e bem harmonizado com chips de batatas e cream cheese com ervas, com um toque de pimenta dedo de moça.
Moscato Rosé Presence, processo Asti, harmonizado perfeitamente com sobremesa de torta de morango, baunilha e chantilly.

img_4947
Peterlongo, a primeira champanhe do Brasil
colagem1
Harmonização na Vinícola Peterlongo

Wine Movie Peterlongo

A grande novidade da vinícola para esse próximo verão é o Wine Movie, um projeto lindo que apresenta sessões de cinema em frente aos vinhedos e jardins do castelo italiano. Nós estivemos no preview do Wine Movie, numa noite caprichada em que serviram aos convidados tudo o que um bom filme pede: pipoca, chocolate, amendoim… só que essa sessão de cinema tem muito mais charme do que as demais. Além do cenário único e o clima hollywoodiano com objetos retrô, assistimos ao filme com um bom vinho para acompanhar. As taças, aliás, são personalizadas com o logo do Wine Movie, cada visitante poderá adquirir a sua com espumante por 25 reais através de compra antecipada, ou 30 reais comprando na hora. A inauguração oficial do Wine Movie será dia 21 de outubro e o filme exibido será o “Senhores da Guerra”, uma produção nacional que teve cenas gravadas ali mesmo em Garibaldi.

 

colagem
Wine Movie Peterlongo

Informações Vinícola Peterlongo Rua Manoel Peterlongo Filho, 21 – Garibaldi – RS Tel: (54) 3462-1355 / E-mail: televendas@peterlongo.com.br

.

ORGANIZE SUA VIAGEM AQUI PELO BLOG:

Faça seguro aqui pelo Real Seguro

seguro_viagem_geral_300x250

Reserve hotel aqui pelo Booking.com

booking-com

Compre aqui Chip Pré Pago Easy Sim 4U

Alugue carro no Brasil e exterior pelo Rentcars

 


 

Anúncios

8 thoughts on “Roteiro pelas melhores Vinícolas da Serra Gaúcha”

  1. Excelente materia , nossos espumantes são otimos , gosto muito do Brut Rose Don Giovanni,o vinho tinto e branco de ótima qualidade e a pousada, comida , ótimo roteiro cada vez mais aprimorado.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá Adriana, tudo bem?
      Creio que você não percebeu mas coloquei o preço de tudo, como o piquenique, almoço, Wine Movie… O que não tem preço indiquei que varia de acordo com o cardápio esolhido para bebidas e pratos, como é o caso do jantar na Don Giovanni.
      Qualquer outra dúvida me avise 😉
      Obrigada!

      Curtir

  2. Bom dia, Mônica.
    Excelente matéria, parabéns!!!
    Gostaria de saber se neste roteiro pela vinícolas, você fez com carro alugado ou foi por alguma agência??
    Porque beber e dirigir, kkkk.
    Se foi com agência poderia me passar o contato? Gostaria de fazer em fevereiro.
    Obrigada!!!!

    Curtir

    1. Olá Ligiannie!
      Obrigada pela visita! Realmente posso dizer sem exagero que essa viagem foi uma das melhores que já fiz, pois as vinícolas estão muito bem preparadas para receber os turistas, os programas são excelentes e as paisagens lindas. E claro, os vinhos estão com excelente qualidade também. Eu fiz esses passeios com um grupo de jornalistas, então tínhamos uma van que nos levava às vinícolas.
      Também acho que para fazer as degustações o melhor é não estar dirigindo. Apesar de ser comum as pessoas alugarem carro na região, pois isso dá mais liberdade nos passeios. Os pacotes com excursões são um pouco limitados. Então acho que as duas melhores opções são, ou você contrata com transfer privativo para fazer seu próprio roteiro, e aí o motorista irá levar você e seu grupo aonde você desejar, ou você aluga um carro e faz os passeios e não abusa do vinho rsrs… como as degustações geralmente são acompanhadas de almoço ou jantar, e temos tempo para ficar nas vinícolas curtindo o lugar (por exemplo, nos piqueniques podemos ficar nos jardins curtindo o lugar, não precisamos beber e já ir embora), você pode degustar o vinho e depois de algumas horas pegar estrada novamente. Na Borgonha e Toscana também é comum alugar carro para visitar as vinícolas. Caso você opte por alugar um carro, recomendo fazer a cotação aqui pelo blog através do link que vou te passar. Você pode avaliar as tarifas de diversas locadoras, decidir qual se adequa melhor as suas necessidades, e parcelar o pagamento. Segue o link:

      http://www.rentcars.com.br/?requestorid=321

      Qualquer outra coisa é só me falar. Obrigada! Abs!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s