Brasil

5 principais mudanças nas companhias aéreas

Foi aprovada hoje pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) uma série de mudanças nas regras das companhias aéreas que passam a funcionar em março de 2017. Ou seja,  para passagem aérea em vôo doméstico e internacional comprada a partir de 14 de março de 2017 já estará valendo as novas regras. São medidas que afetam o consumidor diretamente. Veja o que os passageiros precisam saber ao comprar bilhetes aéreos a partir de março, quais as 5 principais mudanças nas companhias aéreas.

anac

1) As companhias aéreas poderão passar a cobrar por bagagem despachada de acordo com peso ou volume. Não foi limitado valor e peso a cobrar, cada companhia poderá definir seu próprio valor.

* O acordo com a mudança nessa regra é que com a esperada diminuição de peso a ser carregado nos aviões, a economia que será feita em combustível seja repassada aos preços das passagens aéreas, oferecendo passagens com valores mais baixos. Como a regra de cobrar ou não pode ser definida por cada empresa área, isso significa também que algumas companhias podem optar por manter a regra atual, que dá direito a levar uma bagagem de até 23kg por passageiro para vôo doméstico, e duas bagagens de 32kg para vôo internacional.

2) Limite de peso na bagagem de mão aumenta de 5kg para 10kg

3) Alterar ou corrigir nome na passagem em até 7 dias antes da viagem

4) Será possível cancelar uma passagem aérea até 24h após a compra

5) Para bagagem extraviada as companhias deverão indenizar o passageiro em até 7 dias após o prazo para devolução da bagagem, que para vôo doméstico é de 7 dias, e para voo internacional é de 21 dias.

.

ORGANIZE SUA VIAGEM AQUI PELO BLOG:

    Faça seguro aqui pelo Real Seguro

seguro_viagem_geral_300x250

    Reserve hotel aqui pelo Booking.com

booking-com

Compre aqui Chip Pré Pago Easy Sim 4U

Alugue carro no Brasil e exterior pelo Rentcars


Anúncios

2 thoughts on “5 principais mudanças nas companhias aéreas”

    1. Olá! A ideia dessa mudança era diminuir as passagens, seria o correto. Mas estão achando que isso nao vai ocorrer porque aqui no Brasil nunca repassam para o consumidor a economia que as empresas fazem. Vamos aguardar pra ver como vai ficar!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s