Como chegar à Ilha do Campeche | Santa Catarina

Um verdadeiro paraíso natural no sul do Brasil. Uma ilha onde chegamos a partir de outra ilha. Estamos falando da Ilha do Campeche, em Florianópolis, Santa Catarina. Lugar de beleza ímpar, daquelas que não acreditamos nem quando chegamos com nossos próprios pés. A cor do mar é surreal e surpreendente, já que ali nos sentimos no Caribe em plenos mares do sul. Veja as dicas sobre Como chegar na Ilha do Campeche.

Ilha do Campeche, em Florianópolis

A Ilha do Campeche fica situada à leste de Santa Catarina. A partir do Centro da cidade de Florianópolis, leva-se cerca de 1 hora para chegar até a Praia do Campeche no Sul de Floripa, de onde avistamos a ilha. É próximo dali que saem os barcos que fazem a travessia diariamente para a ilha. Esse trajeto não é dos mais confortável, pois o mar é muito mexido, fazendo com que o barco balance muito. Ao todo, a viagem para alcançar a ilha dura em torno de 40 minutos. Vale a pena mesmo para quem estiver mais distante, hospedado no Norte da ilha, pois certamente a praia da Ilha do Campeche é a mais bonita de Florianópolis, com areia fina branquinha e mar cristalino.

Chegando na Ilha do Campeche

Mais um Caribe brasileiro…

Por ser um local de proteção ambiental, tombado pelo Iphan desde 2000, a visitação é controlada, há um número limite de pessoas eu podem entrar na ilha diariamente (800).

Um verdadeiro cenário caribenho
Águas cristalinas e calmas

Só é permitido permanecer na ilha durante quatro horas. Tempo suficiente para aproveitar bastante o que a natureza tem a oferecer. Ou seja, são quatro horas para ficar se revezando entre mergulhos no mar “caribenho” e banho de sol na fina areia da praia. Muitas pessoas me perguntaram se a água lá é fria. Em abril ao menos posso garantir que não é, a temperatura da água estava bem amena, muito agradável.

Ilha do Campeche, a leste de Santa Catarina
O mar é rasinho em boa parte da praia, dá para curtir com tranquilidade
A Ilha do Campeche possui um restaurante que serve almoço

A ilha oferece alguma estrutura, com guias e biólogos que nos recepcionam na chegada e passam toda explicação sobre regrinhas da ilha (para ajudar na preservação), horários, tipos de trilhas e áreas onde é permitido nadar. Para quem quiser almoçar na praia, caso não tenha levado um lanchinho, há um restaurante e um quiosque de sanduíches.

Mar calminho e cristalino na ilha do Campeche
Vegetação exuberante, pedras sobre areia branquinha e mar claro: paraíso!

Veja também: O que fazer em Florianópolis e arredores

Hotel Boutique na Lagoa de Conceição, em Floripa

 

Sítio arqueológico em plena praia

A Ilha do Campeche também guarda muitos resquícios de povos pré-colombianos, como hieróglifos, desenhos feitos nas rochas que são visíveis até hoje. Existem guias na ilha que levam grupos pela trilha até esses pontos. O passeio dura 1 hora e custa 10 reais.

Sítio arqueológico da Ilha do Campeche, Santa Catarina

Como chegar

Diversas agências de viagem fazem o passeio até a Ilha do Campeche, num tour de um dia inteiro que pode ser reservado na véspera. O valor gira em torno de 130 reais por pessoa e inclui transporte do hotel ou da agência até o píer de onde saem os barcos, próximos da Praia do Campeche, e a travessia de barco. No horário combinado, por volta das 15h, o barco está pronto para retornar. Quem estiver com carro próprio ou mais próximo da Praia do Campeche, pode pegar apenas o barco para travessia. Lembrando que esse tipo de passeio só tem a confirmação de saída no próprio dia, após a Marinha liberar os barcos, já que dependendo das condições climáticas a ida até a ilha pode não ser autorizada. Nós demos sorte e pegamos um dia de sol. Por isso o protetor solar é fundamental, pois com sol forte não há muito onde se abrigar na ilha.

Veja a Ilha do Campeche em 360! Clique aqui embaixo:

 

Cuidado com os quatis!

Só é preciso tomar cuidado com uma coisa na ilha, os adoráveis quatis. Esses bichinhos peludos e fofinhos não são naturais dessa região. Porém, foram levados para lá há muitas décadas atrás, e agora são muitos. Acostumados a serem erroneamente alimentados por turistas, eles ficam ávidos pela comida que os visitantes levam para a ilha para fazer um lanchinho. Sem a menor cerimônia eles entram dentro de bolsas e sacolas e reviram tudo até encontrarem algum alimento e roubam descaradamente!

O que o quati tem de fofo, tem também de safadinho!

Leia mais:

Roteiro pelas ilhas de Angra dos Reis

5 melhores praias de João Pessoa

Os quatis são muito ágeis em pegar a comida que for e saírem correndo com elas. Então, fique de olho nos pertences, não deixe comida à mostra e se possível coloque sacolas e bolsas em algum lugar protegido. De um modo geral eles são inofensivos.

Ilha do Campeche: uma das mais lindas do Brasil

.

ORGANIZE SUA VIAGEM AQUI PELO BLOG:

    Faça seguro aqui pelo Real Seguro

seguro_viagem_geral_300x250

    Reserve hotel aqui pelo Booking.com

booking-com

Compre aqui Chip Pré Pago Easy Sim 4U

Alugue carro no Brasil e exterior pelo Rentcars

Encontre aqui a melhor cotação de câmbio

melhor-cambio



Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s