Brasil, Minas Gerais

Roteiro de 4 dias em Belo Horizonte e arredores

Agora os turistas têm ainda mais motivos para visitar Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. O Complexo Arquitetônico da Pampulha acaba de ganhar o título de Patrimônio Mundial da UNESCO. Nós já sabíamos há muito tempo que esse é um lugar de destaque que merece mesmo uma visita! Desculpa perfeita para programar uma ida à BH e aproveitar para visitar o Complexo e outras atrações imperdíveis nas cidades vizinhas. Preparamos, então, um Roteiro de 4 dias em Belo Horizonte e arredores!

IMG_0114-PANO
Instituto Inhotim, em Minas Gerais

 

ROTEIRO DE 4 DIAS EM BELO HORIZONTE E ARREDORES

1° DIA – Belo Horizonte

Existem voos diários para a capital mineira a partir de várias cidades, podendo escolher entre o  aeroporto Pampulha e o aeroporto de Confins. Uma boa região para se hospedar é no centro, próximo do Mercado Municipal, facilitando o deslocamento para regiões como Savassi, Lourdes, Funcionários, Mangabeiras e Pampulha. As atrações são muitas, mas para quem for passar pouco mais do que um fim de semana em Minas, não deve perder os seguintes pontos turísticos:

Lagoa e Complexo Arquitetônico da Pampulha

A atração mais famosa de Belo Horizonte foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer e inaugurado em 1944. Programe uma manhã inteira para visitar o local, já que é uma área bem extensa, que engloba a Igreja da Pampulha, o Museu de Arte da Pampulha, a Casa do Baile, o Iate Tênis Clube e os Estádios de futebol Mineirão e Mineirinho. Passeie com calma ao redor da Lagoa, tire fotos em frente ao Mineirão e visite o interior da Igreja. O Complexo da Pampulha acaba de ser eleito Patrimônio Mundial da UNESCO, por sua notável arquitetura.

colagem
Lagoa da Pampulha, Igreja da Pampulha e o Mineirão

End: Avenida Otacílio Negrão de Lima, 3000 – Pampulha

Reserve hotel no Booking.com

booking-com

Praça da Liberdade

Parada obrigatória em Belo Horizonte. A Praça da Liberdade está entre as mais bonitas que já visitamos. Nos finais de semana fica cheia de gente curtindo o dia num ritmo mais lento e aproveitando as atrações que sempre pintam por lá. O melhor é que fica em frente a outros prédios que merecem uma visita, o Centro Cultural Banco do Brasil e do Museu das Minas e do Metal.

IMG_0208
Praça da Liberdade, Belo Horizonte
colagem2
Museu das Minas e do Metal, coreto da praça e o CCBB em Belo Horizonte

End: Praça da Liberdade, 450 – Funcionários

Praça do Papa

O nome oficial dessa praça é Governador Israel Pinheiro, mas após a visita do Papa João Paulo II, ficou popularmente conhecida como Praça do Papa. Está a mais de 1100 metros de altitude, o que permite avistar toda a cidade. Tem um gramado ideal para crianças brincarem, e na parte de cima, uma escultura em forma de uma grande cruz que chama a atenção. Fica próxima também a Serra do Curral, que serve de paisagem de fundo.

praca-do-papa-2
Vista da Praça do Papa, BH

End: Praça Gov. Israel Pinheiro – Mangabeiras

Mirante do Mangabeiras

No mesmo bairro da atração mencionada acima. Nada melhor do que um mirante para apreciar o tal horizonte da cidade… esse é um dos points mais procurados de BH, no alto do bairro de mesmo nome. Vale muito a pena ir no fim de tarde para aproveitar o pôr do sol e ter uma vista panorâmica belíssima da capital. Considerado área de proteção ambiental, ali também se encontra o Palácio do Governador. A entrada é gratuita.

colagem3
Pôr do sol visto do Mirante do Mangabeiras

End: R. Pedro José Pardo, 1000 – Mangabeiras

Jantar no sofisticado bairro de Lourdes

Aproveite a noite para conhecer um dos bairros nobres de Belo Horizonte, com concentração gastronômica de qualidade. Nós jantamos no Glouton, do chef  Leonardo Paixão, e recomendamos. Ambiente requintado, aconchegante e culinária francesa. A cozinha de Leonardo é uma das mais reconhecidas no Brasil, que também já pudemos saborear como um dos destaques do Festival Gastronômico e Cultural de Tiradentes, em Minas Gerais.

colagem4
Bistrô Glouton, no bairro de Lourde, BH

End: Rua Bárbara Heliodora, 59 – Lourdes

2° DIA – Gruta da Lapinha (Lagoa Santa)

Um lugar fascinante muito próximo de Belo Horizonte. A Gruta da Lapinha fica em Lagoa Santa, a apenas 50 km de distância da capital mineira. Um passeio que pode ser feito em uma manhã. O Parque Estadual do Sumidouro abriga a Gruta da Lapinha, região de valor inestimável, pois foi ali que encontraram os primeiros fósseis dos primeiros humanos que habitam a América do Sul. O famoso rosto de Luzia, a primeira mulher brasileira, e o Homem de Lagoa Santa, foram descobertos ali. Toda essa história pode ser conferida no Museu de Arqueologia da Lapinha, que pode ser visitado no mesmo dia da visitação ao interior da gruta, já que fica dentro do mesmo parque.

colagem6
Interior da Gruta da Lapinha

Leia na íntegra nossa matéria sobre a Gruta da Lapinha aqui

End: Rua do Rosário – Lapinha, Lagoa Santa – MG

3° DIA – Cidade histórica de Sabará

Data de 1675 e está ligada à descoberta de ouro na região. Fica a apenas 23 km de Belo Horizonte, o que permite fazer um bate e volta a essa cidade que é um verdadeiro retorno ao passado. Uma de suas atrações mais interessantes gira justamente em torno do metal precioso: o Museu do Ouro. Instalado na antiga Casa de Intendência e Fundição do Ouro da Vila Real de Nossa Senhora da Conceição do Sabará, mantém quase intacta a construção original. Bastante completo, apresenta móveis, objetos como prataria, itens de guerra originais da época da colonização. Passeie pelo centro da cidade, que concentra a maior parte do casario preservado, com fachadas coloniais e ruas de paralelepípedo. A igreja do Rosário, uma construção inacabada, chama a atenção na praça central e pode ser visitada. Como em diversas cidades históricas mineiras, tem muitos chafarizes. A Casa da Ópera também é imperdível, e apresenta ainda hoje peças teatrais. Aproveite para almoçar na região e provar a autêntica comida mineira.

colagem1
O casario de Sabará e a Igreja do Rosário na Praça Central
colagem5
Casa da Ópera
IMG_0188
Museu do Ouro em Sabará, MG

4° DIA – Inhotim (Brumadinho)

Um lugar sem igual no Brasil e em toda a América do Sul, já se tornou uma das atrações mais famosas do país. O Instituto Inhotim é uma referência em arte moderna. As instalações de renomados artistas espalhadas pelos mais de 96 hectares impressionam, despertam curiosidade, divertem, emocionam e educam. Uma estrutura muito bem organizada, impecável, bem sinalizada, com um excelente centro de visitantes e várias opções gastronômicas em seu interior, de lanches rápidos a refeições mais completas. Tudo em meio a muita beleza, ângulos que aguçam o olhar e arte, muita arte! Além de possuir o maior acervo de arte contemporânea ao ar livre das Américas, é também um Jardim Botânico, com uma área de preservação de 440 hectares (dos 786 hectares que compreendem toda a área de Inhotim) . A cidade de Brumadinho, local onde se encontra Inhotim, fica a 60km de Belo Horizonte. Nós fomos e voltamos no mesmo dia de carro alugado, mas o próprio instituto possui serviço de transfer.

IMG_0113
Nascissus Garden: instalação da artista japonesa Yayoi Kusama
SAM_3638
Até os bancos em Inhotim são obras de arte

+ Post completo sobre Inhotim 

Instituto Cultura Inhotim

End: R. B 20,  Centro 

Brumadinho – MG

.

ORGANIZE SUA VIAGEM AQUI PELO BLOG:

Faça seguro aqui pelo Real Seguro

seguro_viagem_geral_300x250

Reserve hotel aqui pelo Booking.com

booking-com

Compre aqui Chip Pré Pago Easy Sim 4U

Alugue carro no Brasil e exterior pelo Rentcars

Um comentário em “Roteiro de 4 dias em Belo Horizonte e arredores”

Deixe uma resposta