Europa, França

Passeio pelas vinícolas da Côte D´Or na Borgonha

Os apaixonados por vinhos franceses não podem perder esse passeio pela Borgonha, na França. Quando fomos passar uns dias em Dijon, não pensamos duas vezes e agendamos um tour com a Bourgogne Gold Tour, que foi muito amável em nos convidar para fazer duas degustações na Rota dos Grand Crus. Passear entre algumas das vinícolas mais conhecidas do mundo na bela paisagem dessa região francesa é um sonho. Conheça as duas vinícolas que visitamos na Côte D´Or, Borgonha.

Vinícolas de Côtes D´Or, Borgonha

 

Bourgogne Gold Tour

O tour com a Bourgogne Gold Tour já começa bem quando o luxuoso carro da agência busca os passageiros no próprio hotel. O guia Youri Lebault, hiper simpático e profundo conhecedor dos vinhedos, faz a diferença no passeio. A explicação detalhada e apaixonada que ele dá de cada terroir, do clima da região da Borgonha, e das vinícolas, impressiona. É muita informação para absorver, afinal, esse pequeno território reúne algumas das principais regiões vinícolas do mundo, dividida entre Côte D´Or, Côte de Nuits, Côte de Beaune e Côte Chalonnaise. Mas tudo fica mais fácil quando colocamos em prática os ensinamentos in loco e degustamos os excelentes rótulos. Sem contar na beleza dessa região da França, é um passeio visual inesquecível. No programa, além de passar pelos principais vinhedos, visitamos duas caves, onde temos a oportunidade de provar e conhecer mais a fundo diversos rótulos.

Youri Lebault da Bourgogne Gold Tour

 

Brindando nos vinhedos

Um dos momentos especiais do tour é quando paramos bem no meio de um dos vinhedos e brindamos com um espumante rosé da região. Enquanto saboreamos a taça geladinha , Youri continua a explicação sobre os tipos de terroir e as características dos vinhos. No caminho, também paramos para ver onde fica a tão famosa vinícola de um dos vinhos mais conceituados e caros do mundo, o Romanée Conti.

Brindando na vinícola Clos des Lambrays
Côte de Nuits, Borgonha
Romanée Conti na Borgonha

 

Domaine Frédéric Magnien – Grands Vins de Bourgogne

Começamos com a visita a uma vinícola diferente. A Michel Magnien é uma vinícola bio-lunar. O que significa isso? Significa que os vinhos usam técnincas biodinâmicas, ou seja, o cultivo é feito de acordo com os ciclos da lua, com o mínimo de interferência possível. A vinícola procura seguir os princípios orgânicos da agricultura. São 18 hectares de vinhas localizadas na Côte de Nuits, que resultam em 23 denominações de Grand Crus, Premiers Crus, Villages and Régionale.

Visita ao Domaine Frédéric Magnien

Durante esse tour pela Borgonha aprendemos sobre as diferenças na denominação – a famosa “Appellation d’origine contrôlée” (AOC) – e que Grand Cru é considerado o melhor vinho produzido na região da Côte de Beaune e Côte de Nuits, na Borgonha. No total, são quatro categorias de classificação, o Grand Cru, Premier Cru, Appelation Village e Régionale. A degutação é feita de forma descontraída, com tempo suficiente para absorver cada gole prestando atenção no volume, aroma, e na forma como levar os primeiros goles à boca. Os franceses têm um método de provar o vinho aspirando o líquido, é um pouco difícil pegar o jeito, mas é divertido.

Degustação de vinho bio-lunar na Domaine Frédéric Magnien

 

Jean-Claude Boisset – La Famille des Grands Vins

Instalada num pequeno palacete com ares campestres, típico da região, ali conhecemos uma coleção de vinícolas únicas reconhecidas no mundo inteiro.

Visita à Jean-Claude Boisset

A degustação foi feita num ambiente fascinante. Como de costume, descemos ao subsolo da casa onde a temperatura cai bastante. Um universo se revela, com estoques de vinhos centenários, rótulos cobiçados e muita história para contar. Naquele mesmo salão onde provamos excelentes vinhos, também esteve a famosa atriz francesa Catherine Deneuve, entre outras personalidades. Foi um grande privilégio poder provar e conhecer um pouco mais a respeito dos vinhos da Borgonha, com pessoas da própria região que transmitem muita paixão pelo que fazem.

Cave da Jean-Claude Boisset na Borgonha
Degustação na mesma cave em que esteve Catherine Deveuve

Alguns dos rótulos que provamos foram o Savigny Les Beaune 1er Cru “Les Marconnets” 2013, Chambertin Grand Cru 1994 e Chassagne Montrachet 1er Cru “Les Macherelles” 2007. Valeu muito fazer esse passeio e poder conhecer a região com os especialistas indicados pelo Côte D´Or Tourisme que nos deu total apoio em Dijon.

 

+ Tipos de tours da Bourgogne Gold Tour

 

.

ORGANIZE SUA VIAGEM AQUI PELO BLOG:

Faça seguro aqui pelo Real Seguro

seguro_viagem_geral_300x250

Reserve hotel aqui pelo Booking.com

booking-com

Compre aqui Chip Pré Pago Easy Sim 4U

Alugue carro no Brasil e exterior pelo Rentcars

 

 

 

Deixe uma resposta